P  24  em Lavras

 

e depois eu comprei tora de pau i o Altamiro me deu o engenho e eu serei umas tabas na medida para asoalhar a casa levei la na oficina do Mareti ali naprasa aparelhou e rasgou e depoeis comprei uma tora di pau e mandei serar o engradamento e depois uma taba  grosa para fazer as portas e janelas e la no mesmo lote eu fiz os tijolo e fiz o aliceso e gastou 40 caro di pedra porqui la era baixo e depois chamei o Mirto segundo com 60 dias elli mi entregou a casa e o Custodio era pequeno mais tirou 20 caro de arei ali na ponti do ribeirao e o Custodio catava todo quanto era firro velho mais depois da casa plonta faltou o telhado eu no tinha dinheiro falei com o Custodio agora nos vamos mora na caza descobeta mais o Custodio emtrou no quarto e pegou o cofi deli e quibrou  e esparamou na cama os trocado e contou deu 350 mil reis foi a conta  di comprar as telha 350 telhas foi 350 mil reis. mais nesta casa noceu o Erlei em 29 di Dezembro de 1.945 ai depois o Chico Modesto vei alraz de mim para pra fazendo di tomar comto do serviso deli ai e fui em 921 e 922 tama comla do eilo que era 35 colocio que morava na fazenta la tinha 2 tomado di conta um tomava comta das molheris e a mocinhas e as criansas e o outro tomava conta elos rapaiz di quartinha porque tanto vem como vai mais na hora di fazer planta e tomava conta di todos eu qui fazia o ponto e so emtregava dia di sesta feira todo quanto pertensia serviso da fazenda

Pgina 24  -  Em Lavras/MG.

 

 

RETORNAR